Lava Divers – Lava Divers EP

j

O rock mineiro anda bem, obrigado. Bandas como CâmeraNobat e outras andam chamando mais atenção para o moderno cenário, e a Lava Divers pode ser a próxima à integrar a lista. Vindos de Araguari, o grupo de João Paulo Porto (Voz/Guitarra) – Ana Zumpano (Bateria/Voz) – Glauco Ribeiro (Baixo/Voz) e Eddie Shumway (Guitarra) bebe na fonte das guitar bands inglesas e do college radio americano do final dos 80 e início dos 90 e vêm investindo em um shoegaze cheio de ruídos sem deixar de ser pop.

é de se notar que a trupe anda bem acompanhada, a começar pelo produtor Gustavo Vazques, que gravou e mixou a obra e já trabalhou com Violins, Macaco Bong, MQN e Black Drawing Chalks. Além disso,a direção de arte ficou a cargo do designer Jaime Silveira, que tem no currículo trabalhos com A Banda Mais Bonita da Cidade, ruído/mm e Arms and Sleepers. Fora isso, eles também já tocaram em importantes eventos da cena alternativa da região, como o Festival Compacto, Festival Marreco e nas festas do site Move That Jukebox, ao lado de nomes como HellbendersOverfuzz, Muñoz, The Dead Rocks e Corine.

O primeiro EP, homônimo, foi lançado em Outubro do ano passado e anda atraindo certa atenção. Com quatro faixas, o trabalho é cercado de referências Lo-fi, Grunge, Shoegaze, Pós-Punk e Britpop. O resultado é um som alegre, abafado entre guitarras distorcidas e os ruídos, “quase um power pop”, como diz a banda. Todas as faixas se iniciam com riffs poderosos, trazem vocais suaves e são muito chicletes.

A faixa inicial “Carte Blanche“, é uma amostra da receita básica de todo o registro. O poderoso riff com o qual se inicia a música nos pega de surpresa e a maneira adocicada que a canção segue depois disso logo nos instiga e prende a atenção.

Done“, a mais grudenta de todas, carregada de melodia dançante, letra cativante e um belo trabalho da guitarra solo. Talvez quando eles ganharem mais projeção e um público fiel maior essa seja uma das músicas que mais levantem o astral nos shows.

Além de ser muito bonita e trazer uma carga sentimental maior,  “Heartless” ganha pontos pelos vocais femininos de Ana, que dão um toque ainda mais doce à canção. Além do mais, é a baterista cantando a música toda, não é algo que se vê sempre e merece alguma atenção.

On A Flag Hill” soa exatamente como a faixa-final de um trabalho desses deveria soar. Os riffs tem menos peso e agora formam um ambiente de contemplação durante os seis minutos da canção. Esse é o momento mais cativante, perfeito para fechar os olhos e lembrar dos bons momentos. Os sorrisos são incontroláveis durante essa faixa.

Os Lava Divers fizeram uma ótima estréia. Agora resta esperar os próximos trabalhos para checarmos sua evolução sonora. Enquanto isso, não nos cansaremos desta belezinha:

Anúncios

Um comentário em “Lava Divers – Lava Divers EP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s